Liderança compartilhada – pequeno grupo

Quem nunca passou pela situação de enfrentar uma longa fila de espera? Em um banco, no hospital, no mercado, no transito… Filas de espera fazem parte da nossa rotina. Refletiremos sobre um texto onde o povo de Israel teve que enfrentar uma longa fila e onde o seu líder, Moisés, se viu com uma pilha de problemas para resolver sobre a mesa de seu escritório.

Moisés foi um importante lider e precisou passar por muitos aprendizados sobre o que era essencial para sua vida, sobre seu papel como líder e sobre o papel do restante do povo. Ler Ex 18.13ss

A situação é a seguinte: o povo foi liberto da escravidão no Egito e chega ao deserto, onde começam as reclamações contra Deus e contra Moisés. E Jetro, sogro de Moisés, vai fazer-lhe uma visita, levando consigo a esposa e os dois filhos de Moisés. Ele se alegra com o que Deus tem feito, mas se frustra ao ver a atitude de Moisés na liderança. Moisés, como líder, se vê sobrecarregado e na responsabilidade de resolver diversos problemas que surgem entre o povo.

O líder precisa cuidar de si mesmo

A necessidade do povo era importante, mas a preocupação de Jetro era mais profunda: Moisés não tinha tempo para si, nem para sua família e, além disso, o povo demorava para conseguir resolver seus problemas. O problema de Moisés não é falta de responsabilidade, mas é a inversão de prioridades e achar que Deus e a sua obra dependiam dele. A obra de Deus depende unicamente do próprio Deus, mas ele, em sua graça, usa pessoas como Moisés e como nós. Deus faz sua obra em nós e por meio de nós – não somos nós que fazemos a obra de Deus. O alerta de Jetro mostra que Moisés estava fazendo mal para si mesmo: “está errado o que tu fazes… certamente desfalecerás”. Essa palavra (desfalecer) tem o sentido de perder as forças, murchar… e também pode significar insensatez, estupidez.

Moisés precisou aprender que faz parte da obra de Deus que deixemos Deus cuidar de nossa vida: de nossa saúde, de nossa família e de nosso relacionamento com ele. Precisamos aprender a lidar com um mal de nossa época: agenda lotada. Nos enchemos de orgulho porque estamos muito ocupados com nosso trabalho, faculdade ou até mesmo com programações e eventos na igreja.

Imagine a seguinte situação: um padeiro abre uma padaria perto de sua casa. Você gosta muito desta padaria, pois este padeiro cria muitas receitas inovadoras e saborosas. Não demora muito e a padaria fica famosa e muitas pessoas fazem fila na porta. Como o padeiro não tem ajuda suficiente, ele acaba servindo os clientes sozinho… corre de um lado para o outro. Em pouco tempo o padeiro está esgotado e emagrecendo. Você percebe o que está acontecendo: este padeiro não tem tempo para se alimentar. Está sempre ocupado com seu trabalho, servindo os outros, mas não se alimenta e, consequentemente, a produção diminui e os clientes ficam insatisfeitos – todos são prejudicados pela sua insensatez. Assim é o ser humano longe de Deus e nós quando nos esquecemos do essencial e não nos alimentamos do pão da vida. Ler Jo 6.35.

Diálogo:

Porque é visto como positivo, em nossa sociedade, ter uma agenda sobrecarregada?

Como o amor de Deus se reflete em nossa agenda, saúde e família?

Temos tirado tempo para nós, nossa família e para Deus? Como é possível, no meio da nossa agenda, encontrar tempo para o essencial?

Em que área você se se parece com este padeiro e precisa dedicar mais tempo e cuidado?

O líder precisa descobrir os líderes

Um segundo erro deste padeiro e de Moisés foi de não ter encontrado mais ajudantes. Embora a demanda fosse importante e a intenção de Moisés fosse nobre, sua atitude era de orgulho (“só eu sou capaz”)– ele não enxergava o potencial, a capacidade e o chamado de Deus para as outras pessoas que estavam ao lado dele. Mas o problema não estava apenas em Moisés – muitos dos que estavam ali não enxergavam a si mesmos e o chamado de Deus. Talvez deixaram-se levar pelo comodismo (é mais fácil deixar Moisés fazer tudo) ou por desculpas como: eu não sei fazer, eu não vou conseguir…

O resultado do conselho de Jetro foi que todos tiveram sua demanda suprida. A Igreja também foi planejada por Deus de modo semelhante, onde cada um é uma parte importante do Corpo de Cristo e tem sua função. Quando cada parte exerce sua função, isso é saudável para todo o corpo.

A graça e o amor de Deus muitas vezes se manifestam em nossa vida por meio das pessoas que estão ao nosso redor, quando descobrimos que não estamos sozinhos e que as dificuldades que enfrentamos não precisam ser carregadas sozinhos.

Nós precisamos cuidar para não agirmos como Moisés: achar que tudo é responsabilidade nossa e não enxergar quão preciosa é a vida do outro, por mais diferente que ele seja de mim. No corpo de Cristo pessoas diferentes se encontram para se prostrar diante do mesmo Deus. E se somos todos um mesmo corpo, então a melhor parte de mim não sou eu mesmo, mas é o outro, aquele que me complementa. E precisamos cuidar para não cair no erro do povo: achar que nada é nossa responsabilidade, que não somos responsáveis por auxiliar o nosso próximo e não enxergar o chamado de Deus para nós.

Diálogo:

Você consegue perceber características em sua vida onde você é parecido com Moisés – quer fazer tudo sozinho? E características onde é parecido com o povo – prefere não se comprometer?

Poder contar com ajuda, ser carregado e saber que não estou sozinho. Você tem experimentado isso na sua vida? Como este Pequeno Grupo pode te ajudar nisso?

E como você pode ser um suporte para as pessoas que convivem com você?

O líder precisa descobrir seu papel e responsabilidade

Moisés precisou descobrir qual é a sua responsabilidade. Cada um de nós também deve pensar na mesma questão: afinal de contas, qual é a minha responsabilidade?

Até então Moisés estava demonstrando que tudo era sua responsabilidade. E Jetro chama Moisés de volta para o seu foco: a função de Moisés incluía levar o povo a presença de Deus, ensinar e orientar sobre o caminho de Deus e formar e capacitar uma liderança de qualidade e responsabilidade. Isso significa que as coisas não deveriam depender apenas de Moisés, mas as pessoas deveriam se tornar bons líderes. Moisés precisava compartilhar sua vida e sua liderança.

Moisés e também cada pessoa dentre o povo também precisou descobrir sua responsabilidade. E, além de descobrir seu papel, deveriam ser líderes maduros – um líder que teme a Deus, que se orienta pela palavra, que seja honesto….

Diálogo:

Qual é a sua função no corpo de Cristo?

Como seu chamado para fazer parte da obra de Deus se reflete na sua função na família, no trabalho e na sociedade?

print

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *