Pequeno Grupo – Mais que Conectados 1!

MAIS QUE CONECTADOS – Deus se desconecta para podermos ser conectados a ele!

Sugerimos compartilhar como os integrantes do grupo se conheceram! Como aconteceu a “conexão interna” do grupo?

Após um momento de diálogo e louvor, iniciar a temática:

 

CONECTADOS COM DEUS!

Conversamos durante o primeiro culto sobre a temática “Mais que Conectados”, que nossos meios de comunicação podem mudar, mas, a necessidade de conexão é constante, pois fomos criados à imagem e semelhança de um Deus que é Conectado consigo mesmo!

 

  1. A CONEXÃO DE DEUS CONSIGO MESMO:

 

Falar sobre a realidade de Deus é um grande mistério, e, somente temos acesso àquilo que ele mesmo revelou de si, por meio do testemunho bíblico. Deus tem sua Identidade definida como Pai, Filho e Espírito Santo, as três pessoas da Trindade estão definidas:

  • o Pai é o Pai do Filho, ele está no Filho, mas não é o Filho.
  • O Espírito é o Espírito do Filho e do Pai – mas ele não é o Pai nem o Filho.
  • E é somente o Filho que morreu na cruz.

 

Além dessa definição, há uma perfeita Relação entre o trino Deus, ou seja, Deus consigo mesmo, que é perfeita!

 

Convidamos a observar o texto do Evangelho de João 14.10-17 sob a perspectiva da trindade: Pai, Filho e Espírito Santo – trabalhando juntos, sendo um só Deus, mas mantendo cada um sua identidade!

 

DIÁLOGO: Não podemos e nem precisamos provar quem é Deus, pois está além da nossa compreensão. Mas, até que ponto nossa maneira de nos relacionarmos com pessoas que não creem no Trino Deus, pode refletir a imagem de Deus em nós? Em outras palavras, refletimos a imagem do nosso Deus que tem identidade definida, mas sabe se relacionar sem perder sua identidade?

 

  1. DESCONEXÃO DA TRINDADE, PARA NOS CONECTARMOS COM DEUS!

Nesse mesmo contexto de João 14, que se dá um pouco antes da prisão de Cristo e consequente morte, Jesus afirma:

 

“Naquele dia compreenderão que eu estou em meu Pai, vocês em mim e eu em vocês.” João 14.20. Isso é conexão perfeita! E essa conexão perfeita é proporcionada aos discípulos de Jesus! “Naquele dia”, refere-se ao momento em que o Espírito Santo seria enviado:

 

“Não os deixarei órfãos, voltarei para vocês”, verso 18, Jesus prometendo o Espírito.

 

Perceba a proposta: conexão com Deus, por meio de Jesus! Mas, os discípulos somente entenderiam isto, depois do envio do Espírito de Deus!

 

E o que eles entenderam? Que Cristo precisou morrer – a perfeita conexão entre Pai, Filho e Espírito de Deus teve de ser rompida, para que pudéssemos ter acesso a Deus!

Não haveria conexão nossa com Deus, se Deus não tivesse rompido sua perfeita relação, enquanto Cristo está morto! Isso não deveria nos motivar? Fazer com que considerássemos maior ainda o amor de Deus? Tudo isso, para que ELE pudesse estar em nós!

DIÁLOGO:

A interação entre Pai, Filho e Espírito Santo – culminando no nosso amparo, pelo Espírito Santo, veja o versículo 16 e 26 de João 14. Essa afirmação faz diferença na sua vida?

 

A REALIDADE DE DEUS EM NÓS POR MEIO DE CRISTO, João 14.20! O que isso interfere nos nosso relacionamentos, vamos conversar nos próximos dois cultos, 19 e 26 de Junho.

Vale já dialogar: Você já experimentou a presença de Cristo na sua vida, ao ponto de interferir no seu relacionamento com algum amigo, colega ou familiar?

 

ORAÇÃO: incentivamos momentos de oração pelos relacionamentos que passam por crises/desafios. Também agradecer por bons relacionamentos que temos!

 

Pensamento para refletir:

“Relacionamentos horizontais não são a raiz de nosso problema, embora, quase sempre, sejam os que mais facilmente enxergamos; a raiz é o nosso relacionamento “vertical” com Deus. Em resumo, todos os problemas humanos são sintomas, e nossa separação de Deus é a causa.” Timoty Keller, do livro: Igreja Centrada.

print

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *